segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Poema de Mae West a beira da morte


"as alturas me dão náuseas
facas deixam marcas
armas fazem barulho
venenos cheiram mal
águas me atormentam
cordas arrebentam

é
prefiro viver!!!"

2 comentários:

A wild blumen disse...

As musas se foram e nada deixaram em seus lugar.

Danilo Castro disse...

Legal o poema marginal do Nicolas Behr. Cara, te linkei lá no meu blog.

Até mais!