sábado, 13 de junho de 2009

HOJE lançamento do livro 13 poemas ácidos no bolso da calça



LANÇAMENTO DO LIVRO



13 poemas ácidos no bolso da calça
Robisson Sete



SABADO 13 DE JUNHO DE 2009

20h VERNISSAGE
- Casa da Cultura Pça. Coronel Carneiro 89 –Centro
com a presença do músico e escritor ROGÉRIO SKYLAB (RJ) lendo trechos de seu livro DEBAIXO DAS RODAS DE UM AUTOMÓVEL. Além dos autores Danislau Também, Muryel de Zoppa, Lauana Fidêncio, Ju Nassar, Henrique V., Leon Aguiar, Mariana Bizinoto, Marcus Tulius, Samuel Giacomelli, dentre outros, realizando leituras poéticas e exibição de vídeos. Coquetel com bebidinhas e comidinhas. ENTRADA FRANCA

23h Noite dos 13 – GOMA – Av. Floriano Peixoto 12
Show Juanna Barbêra convida ROGÉRIO SKYLAB
Discotecagem Moita Mattos
Performance ‘plebeu’




Incentivo: Fundo Municipal de Incentivo à Cultura – Sec. de Cultura – PMU
Apoio: DiCult, GrupoTamboril, Coletivo Subsolo, Daniel Testa, CultBlog, GOMA

2 comentários:

Muryel De Zoppa disse...

tenho 5 encomendas.
repassadas, tu paga a cerva, belzebu.

chau!

BORBOLETA disse...

Caro Sete,

Li, tomei e re-tomei os seus 13 poemas ácidos. E o resultado foi uma viagem realmente fantástica; e o melhor de tudo, "baseado" em ondas reais.

Graças a seus ácidos e o santo, destinatário comum de todos os tragos, deixou de ser um alcoólatra anônimo. Por isso, daqui pra frente, nas cotidianas bardisséias – que inevitavelmente começam pelo Verde –, os tragos destinados às entidades divinas já poderão ser remetidos nominalmente e, inclusive, embalados por trilha sonora.

Gostaria ainda de deixá-lo a par dos motivos de identificação pessoal com seu livro. Não sei se é do seu conhecimento, mas também fui contemplado pela lei de incentivo e lançarei um livro de contos este ano. PÁRA-RAIO DE LOUCOS é o nome, já o gênero, talvez, possa ser o realismo fantástico. De qualquer modo, algumas passagens de seu livro se encontram também mencionadas no meu, como, por exemplo: o diálogo no bar-verde com o seu Dercino; a menção à teoria dos macho alfa mais do baiano; e a “homenagem” ilustrada ao bar verde no seu livro frente à epígrafe posta do meu. Por isso, ao lê-lo, não pude deixar de me emocionar bastante, afinal, com tantas menções, quem sabe um dia não universalizemos a coisa.

Por fim, como não podia deixar de ser, já pincelei um de seus versos para fazer epígrafe a um de meus contos – que acontecia eu estar a escrever justamente no final de semana do lançamento dos 13 POEMAS. Por isso corro contra o tempo, na tentativa de registrar isoladamente esse conto para ver se ainda consigo inseri-lo no livro; mas, de qualquer modo, com ou sem a publicação imediata, havendo oportunidade lhe mostro em mãos.

No mais, deixo novamente os meus parabéns e convido-lhe para seguir o blog – pararaiodeloucos.blogspot.com – que estarei administrando a partir deste mês.

Forte abraço,

Borboleta