quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Namoro




Compromisso é gostar nas Quartas
ir às profundezas nas Sextas
apaixonar nos Sábados
e não esquecer de ligar nas Segundas.

Desprendimento é dançar na chuva até sentir frio
e aí sim tirar a roupa.

Desinibição é romper o desconforto com desconhecidos dizendo simples “oi”.
Gosto é lamber até doer a língua. Sexo é quando você é você.

Tesão é comê-la de colherinha.Vontade é não evitar falar.

Saudade é
destampar garrafas vazias
mas plenas do seu cheiro.

Gozar é evitar a morte

... e morrer.

.

6 comentários:

Lisa disse...

Até perdi o fôlego! rs
Vou à caça do seu livro de poesias, com certeza!
Um belo achado num caminho um tanto desértico...
Beijo pra ti!

Samuel Giacomelli disse...

Extraordinário!

Leandro Jardim disse...

belo poema!

Maryllu disse...

Querido,

que bonito esse poema... Como cê tá?

Forte abraço no poeta

Flávia Reis disse...

Belo texto.
Parabéns.

Maria Maria Neruda disse...

Que delícia ser contemporânea de pessoas como você... e poder dizer ao próprio poeta: _ que grande prazer você me proporcionou.