quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Poema de Araque


poema cíclico, tempestuoso
pura tragédia
dizendo sobre as hordas que invadirão sua vida se não manda-lo
a 15 pessoas

poema sentimental, lacrimoso
de amor platônico
desconfiado que sua própria frase
lhe traia com o verso
da estrofe do 301

poema insano, cheio de garras
espumando o canto da boca
desejando vísceras ao desjejum

poema instantâneo, fast food
pouco nutritivo mas bastante prático
5 minutos em banho maria
misture o que quiser
leia quente

poema altaneiro
festivo brancaleone
de trançado chapéu de palha camponês
e rosto rubro, do rapaz
que ao ver
a meia,
e mais ainda,
a canela fina
da moça em seu vestido rodado
cora

poema de araque
falso, dissimulado
daqueles que ao te verem
não te cumprimentam
e
olham de lado